Orientação para voto cristão consciente

Confira as recomendações quanto ao pleito eleitoral

Por Redação Unigrejas 20/09/2022 - 17:31 hs
Foto: Freepik

MANIFESTAÇÃO

ORIENTAÇÕES PARA O VOTO CRISTÃO CONSCIENTE

 

A UNIGREJAS, União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos, vem a público, através de seu representante subscrevente, reproduzir a seus leitores  os direcionamentos para o voto cristão sugeridos pela Coalizão Pelo Evangelho no Brasil.*

 

Por ocasião do bicentenário da Independência, em 07 de Setembro, bem como das eleições que se aproximam, a Coalizão Pelo Evangelho do Brasil, uma organização cristã de comunhão de pastores evangélicos de tradição Reformada com atuação em vários países, publicou em seu site algumas recomendações para o voto cristão, os quais a UNIGREJAS reproduz por concordar com o direcionamento apresentado.

Primeiro, é-nos lembrado que devemos orar "para que Deus livre o Brasil de maus políticos e governantes corruptos, para que as eleições sejam limpas e transparentes, e que tenhamos uma nação pacificada. Após as eleições, ore em favor dos candidatos eleitos, para que cumpram seus mandatos com sabedoria e pelo bem da população".

Ainda, em vista de vivermos tempos de definições tão importantes, em que serão eleitos os representantes para as casas legislativas estadual e federal, governadores de estados, bem como o presidente da República, são trazidas as seguintes recomendações quanto ao pleito eleitoral:

 

1.           Para a escolha de candidato, recomenda-se conhecer bem o seu caráter, ideias e a ideologia do partido;

2.           Apoie propostas que defendam a dignidade do ser humano e a vida em qualquer circunstância, desde sua concepção no ventre materno;

3.           Rejeite propostas com ênfases intervencionistas na esfera familiar, educacional, eclesiástica e artística;

4.           Repudie qualquer ideologia que se oponha aos princípios do Reino de Deus, isto é, à mensagem e aos ensinamentos da Bíblia;

5.           Apoie candidatos que expressam compreender a função primordial do Estado em prover e promover justiça e segurança para seus cidadãos;

6.           Procure conhecer as ideias dos candidatos quanto ao bem-estar social da população em geral, que alcance todas as classes sociais, sem distinção de qualquer natureza, cujos programas sociais venham a contemplar a necessidade dos cidadãos mais carentes, a fim de dar-lhes uma vida digna e proporcionando alternativas que os ajudem a sair da condição de miséria e pobreza;

7.           E, ao indicar um candidato para amigos e familiares, faça-o com respeito às opiniões diversas, tendo em mente que, como cristãos, nossa esperança última está na consumação dos séculos, quando Jesus voltará para reinar.

 

Desse modo, a UNIGREJAS faz um apelo especial às igrejas no Brasil e a todos os  cristãos para que se mobilizem a fim de interceder pelo nosso país, seja em orações individuais, reuniões de oração, ou por meio de escalas de jejum e oração. Este é um momento muito importante para a nação em que devemos estar clamando pela misericórdia de Deus.

Nosso clamor é para que o nosso Senhor tenha um olhar de graça para o Brasil nessas eleições e dê sabedoria para o povo utilizar da melhor maneira o seu direito de ir às urnas.

 

Antes de tudo, pois, exorto que se use a prática de súplicas, orações, intercessões, ações de graças, em favor de todos os homens, em favor dos reis e de todos os que se acham investidos de autoridade, para que vivamos vida tranquila e mansa, com toda piedade e respeito” (1Timóteo 2.1-2).

 

 São Paulo, 16 de setembro de 2022. 

 

Bp. Eduardo Bravo - Presidente da UNIGREJAS

 

__________________________________________________

* Leia na íntegra: https://coalizaopeloevangelho.org/article/bicentenario-da-independencia-e-eleicoes-carta-a-igreja-brasileira/