Fechamento de rádios católicas na Nicarágua e a liberdade religiosa no mundo

Após expulsar freiras, o governo Ortega invade igrejas e fecha rádios católicas

Por Redação Unigrejas 05/08/2022 - 15:40 hs
Foto: Reprodução Twitter

A UNIGREJAS, União Nacional das Igrejas e Pastores Evangélicos, vem a público, através da palavra de seu Presidente, pronunciar-se acerca do fechamento de rádios Católicas na Nicarágua e manifestar-se acerca das adversidades para o exercício da liberdade de religião ou crença no mundo.

 

Depois de perseguir e censurar a imprensa tradicional, a Nicarágua investe contra as rádios católicas em uma campanha contra a presença da própria Igreja no país. Após expulsar freiras, o governo Ortega invade igrejas e fecha rádios católicas. Recentemente, ainda no mês de julho, freiras da Associação Missionárias da Caridade, que foi fundada pela Madre Teresa de Calcutá, foram expulsas do país sendo escoltadas pela polícia e tendo que deixar o pais a pé. E agora veículos de comunicação associadas à Igreja tiveram seus templos invadidos para que equipamentos fossem apreendidos. O Padre Uriel Vallejos, da Capela Menino Jesus de Praga, relatou que se trancou em um dos cômodos a fim de evitar que a rádio fosse destruída. Há notícias de pessoas presas e feridas. A perseguição à Igreja Católica naquele país tem se intensificado desde 2018, e segundo comunicadores locais, neste ano o regime de Ortega tem aumentado ainda mais a pressão. As informações são do blog Media Talks.[i]

Em discurso na Cúpula de Liberdade Religiosa de Notre Dame de 2022, em Roma, o juiz da Suprema Corte do Estados Unidos, Samuel Alito, afirmou que a liberdade religiosa está sob ataque no mundo todo. O magistrado destacou que “a liberdade religiosa é frágil, e a intolerância religiosa e a perseguição têm sido características recorrentes da história humana”, e que a liberdade religiosa está sob ataque em muitos lugares porque é perigosa para aqueles que querem manter o poder total. Alito chamou a atenção para o fato de que O desafio para aqueles que querem proteger a liberdade religiosa nos Estados Unidos, Europa e outros lugares semelhantes é convencer as pessoas que não são religiosas de que a liberdade religiosa merece proteção especial. Isso não será fácil de fazer., haja vista que é crescente o número de pessoas que rejeitam ou tem pouco interesse na religião. Fez, ainda, um alerta lembrando que nenhuma conquista humana é permanente.[ii]

Jean Regina e Tiago Vieira, em seu livro “Direito Religioso - Questões Práticas e Teóricas”, remarcam que “A liberdade religiosa é base para qualquer Estado Democrático Constitucional em decorrência de sua nuclear pluralidade de ideias e pensamentos”.[iii] Os grandes documentos internacionais protegem o direito à liberdade de religião ou crença, sempre reforçando sua ligação com o direito de pensamento e de consciência. Assim dispõe a Declaração Universal de Direitos Humanos, que em seu art. 18º, declara que  “Toda a pessoa tem direito à liberdade de pensamento, de consciência e de religião”.

Portanto, faz-se urgente que as igrejas no Brasil estejam atentas à essa tendência apontada pelo juiz da Suprema Corte norte-americana, e que os Cristãos estejam constantemente vigiando em oração, pedindo a Deus não permita que regimes totalitários ou contrários à liberdade de religião cheguem ao poder em nosso país. Como se vê, o número de ateus, pessoas sem qualquer confissão de fé, ou desinteressadas na religião é crescente. Convencê-las de que a liberdade dos outros também as protege é um desafio que os intelectuais ligados ao tema terão de enfrentar.  Que o Senhor capacite os seus servos e nos livre de maus governantes que se rebelam contra a vontade de Deus.

Por que se enfurecem os gentios e os povos imaginam coisas vãs? Os reis da terra se levantam, e os príncipes conspiram contra o Senhor e contra o seu Ungido, dizendo:Rompamos os seus laços e sacudamos de nós as suas algemas'. Ri-se aquele que habita nos céus; o Senhor zomba deles. Na sua ira, a seu tempo, lhes há de falar e no seu furor os confundirá. (Salmos 2.1-5)

 

 

São Paulo, 05 de agosto de 2022. 

 

Bp. Eduardo Bravo - Presidente da UNIGREJAS



[i] Disponível em: https://mediatalks.uol.com.br/2022/08/05/apos-expulsar-freiras-governo-ortega-invade-igrejas-e-fecha-radios-catolicas-na-nicaragua/. Acesso em 05/08/2022.

Direitos autorais reservados. Reprodução do conteúdo integral não autorizada. Reprodução do primeiro parágrafo autorizada desde que com link para a matéria original.

[ii] Disponível em: https://guiame.com.br/gospel/noticias/liberdade-religiosa-esta-sob-ataque-em-todo-o-mundo-diz-juiz-da-suprema-corte-dos-eua.html. Acesso em 05 de agosto de 2022.

[iii] Direito Religioso: questões práticas e teóricas. Thiago Rafael Vieira e Jean Marques Regina. 3ed. São Paulo: Vida Nova, 2020, pg. 90.