Vereador do PT que invadiu igreja deve ter seu mandato cassado

O julgamento disciplinar contra o vereador Renato Freitas (PT) está em andamento. Confira

Por Alessandra Benac 22/06/2022 - 09:08 hs
Foto: Reprodução

Nesta terça-feira (21), foi realizado pela Câmara Municipal de Curitiba (CMC) o primeiro turno das sessões especiais a respeito do julgamento disciplinar contra o vereador do PT, Renato Freitas que invadiu uma igreja Católica em fevereiro deste ano.

Com 25 votos a favor da cassação e outros 7 contra, o julgamento do vereador segue para segundo turno que será realizado nesta quarta-feira (22) e para que o mandato de Renato seja cassado, são necessários 20 votos a favor.

Vale relembrar

No dia 5 de fevereiro, o vereador juntamente com outros manifestantes esquerdistas invadiram a Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos em protesto ao racismo. Aos gritos, eles deferiam palavras ofensivas aos religiosas que estavam presentes no momento da missa. Clique aqui e relembre o caso.

Após o ocorrido, o Processo Ético Disciplinar (PED) 1/2022 foi aberto na Câmara, acusando o vereador de quebra de decoro. No mês passado, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar (CEDP) entendeu que Renato Freitas foi o líder na ação, que perturbou o culto religioso.

A Unigrejas repudia os atos ocorridos e espera que os envolvidos respondam criminalmente por seus atos e pediu em carta que o vereador Renato de Freitas tenha seu mandato cassado por atitudes incompatíveis com o cargo. 

Fonte: Exibir Gospel