Acompanhe o relato do Missionário Charlston Soares

Ele e sua esposa superaram o novo coronavírus. Confira

Por Alessandra Benac 10/07/2020 - 09:32 hs
Foto: Cedidas

O Missionário Charlston Soares e sua esposa, Alexsandra Lima, da Convenção Batista Aliança, contraíram o novo coronavírus e obtiveram a cura através da fé inteligente. 

Os sintomas começaram a surgir em uma sexta-feira. Eles sentiam dores no corpo, febre, tosse e dor de cabeça. No dia seguinte, o missionário procurou ajuda médica e foi então que começou a fazer uso de Ivermectina, Azitromicina e Hidroxicloroquina. A Ivermectina ele tomou 4 comprimidos (dose de ataque), que funciona de acordo com seu peso. Já a Azitromicina e Hidroxicloroquina fez uso por 5 dias. 

Sua esposa tomou o remédio após esses cinco dias, o que causou um agravamento nos sintomas, pois ela achava que o que estava sentindo era refluxo, quando na verdade já era a COVID. Ela perdeu o olfato e o paladar, teve febre e muita tosse, dores no corpo e cansaço excessivo e teve 50% do pulmão comprometido. 

“A sensação é horrível, eu tive falta de ar e a sensação é horrível”, destacou o missionário Charlston. 


A mãe do missionário, de 71 anos, também foi infectada e chegou a ser hospitalizada. Porém, foi levantado um clamor em prol da sua mãe. 

O missionário alerta que algo importante é não assistir aos noticiários alarmistas. Pois, ele afirma que assistir é um veneno, pois as matérias são assustadoras e inibem o uso da Hidroxicloroquina. “Passei a assistir somente notícias positivas que traziam esperança e cura”.

Ele começou a se imaginar curado. “O que você pensa você atrai, comecei a colocar a fé em prática e a crer na cura”.

Se pensarmos negativo acabamos nos entregando aos problemas, assim como aconteceu com Jó. “Porque aquilo que temia me sobreveio; e o que receava me aconteceu. Nunca estive tranquilo, nem sosseguei, nem repousei, mas veio sobre mim a perturbação” (Jó 3: 25,26) .

Nos momentos de dificuldade o pastor missionário aproveitou o tempo de repouso e recuperação para se dedicar ainda mais a Deus.

“Mudei todo o sistema da minha casa, passamos a ouvir louvores, ler a Bíblia, filmes bíblicos, além das orações”, destacou .

Ele ainda alertou que um grande aliado no combate é também o repouso e o reforço da imunidade, passou a tomar suco de laranja, limão, a tomar própolis, vitamina D e zinco durante todo o processo. 


Nenhum dos seus três filhos, Gerald Neto, Emanuel Charlston e Isabelle foram infectados, “Deus colocou a mão Dele, livrando toda a minha família da morte”, afirmou o missionário 

Na Palavra de Deus em Lamentações podemos perceber que Ele nos livra nos momentos de aflição. “Disto me recordarei na minha mente; por isso esperarei. As misericórdias do Senhor são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não têm fim; Novas são cada manhã; grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto esperarei nele.” (Lamentações 3: 21,24).


“Quanto mais rápido a pessoa começar o protocolo, mas difícil de morrer ou tomar o pulmão”, destacou o missionário.

O missionário confiou no Altíssimo:“A confiança em Deus foi essencial para conseguir vencer”.

Hoje o Pastor Missionário Charlston Soares e sua esposa estão curados e suas vidas servem de testemunho para outras pessoas, de que através da fé é possível vencer todo o mal.

Acompanhe o vídeo: