Brasil: gafanhotos se aproximam do país

Os insetos chegaram à Argentina no fim da semana passada, vindos do Uruguai

Por Universal.org 30/06/2020 - 11:15 hs
Foto: Pixabay

Uma nuvem de gafanhotos vem sendo monitorada por agrônomos funcionários do governo argentino. Os insetos chegaram à Argentina no fim da semana passada, vindos do Uruguai.

De acordo com as projeções do Serviço Nacional de Saúde e Qualidade Alimentar da Argentina (Senasa), os gafanhotos podem chegar ao território brasileiro, mais precisamente, aos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Mas uma frente fria e a chuva mudou o rumo dos gafanhotos e a nuvem deve permanecer na Argentina.

Esses insetos podem, sobretudo, dizimar a lavoura de milho, mandioca e cana-de-açúcar do país vizinho, o que compromete a produção agropecuária do local.

De acordo com as autoridades locais, em um quilômetro quadrado, pode haver até 40 milhões de insetos, que juntos, consomem, em um único dia, a pastagem que alimentaria mais de 2 mil vacas ou 350 mil pessoas.

Apesar de não oferecer riscos aos humanos, os gafanhotos comprometem lavouras que, direta ou indiretamente, acabam atingindo as pessoas.

 Pestes antigas

A Bíblia conta que, no passado, o povo hebreu sofria como escravo no Egito. Durante 430 anos (Veja em Êxodo 12:40), o povo foi submetido a uma vida deplorável e sem qualidade alguma (Êxodo 5:6).

Todavia, Deus vendo o sofrimento de Seu povo enviou Moisés para libertá-los (Êxodo 4:21). Como já era esperado, Moisés encontrou resistência de Faraó para libertar o povo de Deus (Êxodo 5:2).

Por isso, Deus enviou 10 pragas ao Egito, a fim de que Faraó libertasse o Seu povo. A oitava praga se tratava de uma infestação de gafanhotos.

“E vieram os gafanhotos sobre toda a terra do Egito, e assentaram-se sobre todos os termos do Egito; tão numerosos foram que, antes destes nunca houve tantos, nem depois deles haverá. Porque cobriram a face de toda a terra, de modo que a terra se escureceu; e comeram toda a erva da terra, e todo o fruto das árvores, que deixara a saraiva; e não ficou verde algum nas árvores, nem na erva do campo, em toda a terra do Egito.” Êxodo 10:14,15.

Nova infestação?

Diante do cenário atual, fica a dúvida no ar: será que o mundo vive mais uma infestação de insetos? A verdade é que, a cada dia que passa, a humanidade caminha rumo ao fim, descrito no livro do Apocalipse.

“E olhei, e eis um cavalo amarelo, e o que estava assentado sobre ele tinha por nome Morte; e o inferno o seguia; e foi-lhes dado poder para matar a quarta parte da terra, com espada, e com fome, e com peste, e com as feras da terra.” Apocalipse 6:8

 As Escrituras Sagradas relatam quais são os sinais do fim. A humanidade sofrerá dias terríveis, onde coisas inimagináveis acontecerão. O fim acontecerá por meio de diversos acontecimentos, que poderão extinguir a humanidade.