O risco do consumo frequente de antibióticos

Fique atento

Por Redação 18/01/2023 - 09:22 hs
Foto: Rawpixel/ Freepik

Um recente estudo indica que o uso frequente de antibióticos aumenta os riscos de desenvolvimento de doenças inflamatórias intestinais, com maior probabilidade em pessoas com 40 anos ou mais.

 

Saiba mais:

 

A análise, publicada pela revista científica Gut, reuniu mais de 6,1 milhão de dinamarqueses, onde 91% dos participantes da pesquisa foram prescritos ao uso de ao menos um ciclo de antibiótico.

Durante o período de estudo, cerca de 36.017 dos pacientes tiveram o diagnóstico de colite ulcerativa (doença intestinal inflamatória crônica). Outros 16.881 indivíduos foram diagnosticados com a doença de Crohn, que afeta o intestino delgado.

Independentemente da idade, o uso frequente e em excesso está associado ao acréscimo de 50% de maior risco a desenvolver tais doenças, porém os efeitos são mais significativos a partir dos 40 anos.

Entenda o porquê:

 

Os antibióticos, que geralmente são utilizados em tratamentos contra infecções bacterianas, provocam mudanças na microbiota (conjunto de micro-organismos) do intestino, diminuindo a sua capacidade de recuperação e a produção de bactérias boas que possui o nosso sistema. Assim, ficamos mais suscetíveis às bactérias responsáveis pelas doenças inflamatórias.

 

Como tratar:

 

Doenças inflamatórias intestinais podem se apresentar através de:

 

náuseas;

vômito;

febre moderada;

anemia;

fraqueza;

cansaço;

sangramento retal;

distensão abdominal;

presença de sangue ou muco nas fezes;

perda de peso.

Nesses casos é preciso recorrer ao tratamento adequado, não apenas para o alívio dos sintomas causados, mas, também, para evitar complicações como o câncer no intestino.

 

Vale lembrar que tais doenças são tratáveis, porém, em caso de haver os primeiros sintomas, é preciso procurar um especialista que irá tirar as suas dúvidas e indicar o tratamento correto.