Alunos de escolas adventistas visitam o Templo de Salomão

O momento foi uma oportunidade para aguçar o interesse pela Palavra de Deus

Por Redação 11/11/2022 - 18:27 hs

Um grupo de 40 alunos e 10 pastores adventistas fizeram o tour pelo Templo de Salomão e Jardim Bíblico na última quarta-feira (9).

Detalhes:

  • Escolas Adventistas realizaram uma gincana bíblica: o evento “Bom de Bíblia”. A equipe vencedora de cada colégio teve como prêmio a visita guiada pelo Jardim Bíblico.

  • Adolescentes entre 11 anos e 17 anos conheceram as raízes da fé cristã e ainda foram presenteados com exemplares do livro “Namoro Blindado”.
  • Para o Pastor André Kawamura (foto abaixo), responsável pela visita dos alunos, o objetivo do torneio “Bom de Bíblia” é fazer com que os jovens se inteirassem mais sobre a parte espiritual, por isso, nada melhor do que trazê-los ao Templo para que aprendam a teoria e a prática.
  • “O templo de Salomão causa esse efeito em experienciar na prática uma parte da história bíblica e despertar o interesse em estudá-la mais. Ver toda esta estrutura física e com o dinamismo do tour o conhecimento fica mais claro, isso é extremamente importante”, afirma.

O efeito:

O pastor adventista acrescenta que os alunos ficaram extremamente empolgados com a visita do início ao fim. “Nossos alunos ficaram muito felizes com o tour, saíram mais curiosos em estudar a Bíblia, o feedback foi externamente gratificante. Eles tiveram a oportunidade única de se familiarizarem com os ritos do tabernáculo e ter o significado mais claro do sacrifício do cordeiro”, diz Kawamura.

É o que também afirma o estudante Henrique Castro, de 16 anos. “Consegui entender o significado das coisas de Deus, o que o povo de Israel passou e o que significava o sacrifício. Normalmente os adolescentes veem a Bíblia de forma superficial, vão para a igreja, mas não mergulham a fundo. Mas quando você se aprofunda, vê os detalhes, percebe o amor de Deus por você e enxerga o sobrenatural”, fala.

Para Eshiley Regina dos Santos (foto ao lado), de 16 anos, o passeio foi uma oportunidade de se aproximar do Altíssimo. “Quanto mais aprendemos, mais próximos ficamos dEle. Saio daqui feliz, pois amo história e conhecê-la dessa forma é uma grande realização. Com toda a certeza vou passar para outras pessoas o que aprendi hoje”, comenta.