Evento para cegos reúne mais de 180 pessoas no interior de São Paulo

O Encontro de Pessoas com Deficiência Visual é realizado há 16 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB)

Por Redação SBB 01/11/2022 - 18:45 hs
Foto: SBB

De 25 a 28 de setembro, foi realizado o Encontro Nacional de Pessoas com Deficiência Visual no Vale da Bênção, em Araçariguama (SP). Voltado para pessoas com deficiência visual, familiares e organizações que trabalham com inclusão social e fortalecimento de vínculos, o evento levou o tema “Cultura da paz para fortalecer vínculos” e reuniu mais de 180 cegos de todo o Brasil.

O Encontro de Pessoas com Deficiência Visual é realizado há 16 anos pela Sociedade Bíblica do Brasil (SBB), e nessa última edição reuniu beneficiados de todo o país em quatro dias de inclusão e interação num espaço de lazer e tranquilidade.

Com uma programação diversificada, o encontro contou com uma abertura oficial na manhã do dia 26, com autoridades e representantes da defesa dos direitos da pessoa com deficiência. Além das palestras: “O Movimento Nacional de Luta por direitos das pessoas cegas e com baixa visão: Protagonismo individual e coletivo”, com o presidente da Organização Nacional de Cegos do Brasil (ONCB), Clóvis Alberto Pereira; “Sobre o que eu falo quando eu falo de inclusão? Histórias e reflexões sobre um jeito novo de olhar o mundo”, ministrada por Carlos Ferrari, vice-presidente da União Latino-Americana de Cegos, que destacou que “o que estamos fazendo é algo único não só para o Brasil, mas para a América Latina, talvez até para o mundo”, disse ele.

Para o vice-presidente da União Latino-Americana de Cegos, Carlos Ferrari, o evento foi um marco de âmbito internacional. O Encontro também foi um importante espaço para apresentar propostas e melhorias para a garantia de direitos da pessoa com deficiência visual.

A noite de segunda-feira foi agitada por um show de talentos com direito a uma mesa de jurados e prêmios para o primeiro, segundo e terceiro lugar.

No terceiro dia do evento, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer a Gráfica da Bíblia e o processo de produção da Bíblia em braile. Para encerrar, no dia 28, o Instituto Magnus, que promove a inclusão social da pessoa com deficiência visual por meio do cão-guia, montou um “túnel sensorial” para que videntes pudessem experienciar o dia a dia dos cegos, atravessando obstáculos com os olhos vendados.

O Museu da Bíblia (MuBi) também esteve presente com materiais como papiros, sementes de mostarda e quadros táteis.

Os participantes dividiram-se em duas turmas para conhecer a Gráfica da Bíblia.

A Rádio Bíblia SBB também esteve presente gravando versículos bíblicos na voz dos participantes com o projeto “Mais de 31 mil vozes com a Palavra”.

Durante o Encontro, os participantes contaram com serviço de audiodescrição e o apoio de 70 voluntários como guias.

Nas acomodações e nos espaços de convivência, cada pessoa cega pôde ser acolhida e orientada.

O encerramento do evento foi marcado pela doação de um aparelho com a Bíblia em áudio para cada uma das pessoas com deficiência visual pelo projeto A Fé vem pelo Ouvir. Os participantes ficaram emocionados e festejaram com o presente.

Beneficiados se emocionaram ao receber aparelho com o Novo Testamento da Bíblia em áudio.

O Encontro Nacional de Pessoas com Deficiência Visual integra o projeto “Acolher Pessoas com Deficiência Visual” e tem como objetivo oferecer às pessoas com deficiência e seus familiares a discussão de temas vinculados à Cidadania e aos Direitos Humanos, contribuindo para o autoconhecimento, mudanças de hábitos, comportamento e convivência.

A SBB

A Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) foi fundada em 1948 e trata-se de uma organização beneficente, sem fins lucrativos, assistencial e cultural. Sua missão é “Semear a Palavra que Transforma Vidas”, ou seja, divulgar a Bíblia e a sua mensagem, tornando-a relevante para todas as pessoas. Para isso, traduz, produz e distribui a Bíblia — além de incentivar sua leitura e estudo — e desenvolve programas sociais que atendem a populações em situação de risco e vulnerabilidade social.